Relato: dias 6-7 Noroeste Argentina

Acordamos com o raiar do sol entrando pelas amplas janelas de vidro da Hostería Polo Gimenez, em Portezuelo.

Fomos para a varanda, no mirante, apreciar aquele lindo amanhecer. Monte Ambato (5.500m) à nossa frente.

Hostería Polo Gimenez
Hostería Polo Gimenez

Café da manhã com doce de leite – uma delícia. Isso porque não gosto de doce de leite. Mas estava divino!!

Trocamos Reais por Pesos com o dono da Hostería na noite anterior – que todo ano visita Florianópolis. Ele nos deu dicas sobre NOA e sugeriu que fôssemos até Antofagasta de la Sierra, que não estava em nossos planos iniciais.

Vimos fotos em livros dele. Achamos incrível. Passaríamos da paisagem verde, para paisagem com cactos, depois arbustos e aí deserto completo. Ficamos empolgados. Poderíamos avistar vicuñas, um camelício das altitudes Andinas, protegido por lei. Estava decidido: sairíamos da rota inicial para conhecer esse lugar diferente.

Iniciamos a descida da Cuesta de Portezuelo. Asfaltada. Cheia de curvas negativas. Linda vista! Paramos diversas vezes para fotos e para mirar os cactos já aparecendo na paisagem.

Jpeg
Jpeg
já viram placa com curva negativa?
já viram placa com curva negativa?

Decidimos não parar em Catamarca, que ficava logo abaixo da Cuesta. Nosso foco na viagem era a naturaleza, os animais, montanhas, comidas típicas, habitantes locais.

Seguimos norte pela Ruta 1. Paramos em Vila Las Pirquitas, para um piquenique na beira do rio.

parada pra almoçar na beira do rio, próx. Las Pirquitas
parada pra almoçar na beira do rio, próx. Las Pirquitas

Passamos por La Puerta até El Bolsón, por asfalto. Daí em diante, seguimos por terra.

A região de Las Chacritas, com morros, pastagens, casas de adobe (tijolo de barro), placas solares fotovoltaicas para geração de energia elétrica, foi uma passagem lindíssima!! Paramos numa casinha na beira da estrada porque avistamos alguma macieiras. Batemos palmas e conversamos com o morador local – não foi fácil compreendê-lo, devido ao seu sotaque bem carregado. Ele gentilmente nos autorizou a colher algumas maçãs. Na verdade, ele mesmo trepou nas macieiras e colheu frutas até encher uma sacola – apesar de eu já ter dito listo (pronto, está bom) por diversas vezes.

Las Chacritas
Las Chacritas

Seguimos. Curtimos a paisagem. Só nós. Não passava veículo algum. Talvez uns 3 durante o percurso inteiro. Depois de passar por Alumbreras, fomos para uma sequência charmosa de vilas: Buena Vista, El Lindero e mais umas três outras.

Dalí seria possível seguir por uma cuesta para sair na Ruta 38, que seguiria sentido norte para Tafí del Valle. Essa era nossa ideia inicial. Mas fomos convencidos pelo dono da Hostería Polo Giménez a seguir para o noroeste (Antofagasta de La Sierra) ao invés de para o nordeste (Tafí del Valle).

Mas já era final de dia e dormimos em Buena Vista. De fato, havia vista magnífica para o Aconquija (5.500m) todo nevado no topo. Estávamos bem perto dele. Nesse dia eu completava 38 anos de vida. Teve bolinho de limão no hotel.

meu niver de 38hotel em Buena Vista

No dia seguinte retornamos um pouquinho. No raiar do sol vimos flores, águias e cores lindas.

Valter lavando maçãs colhidas em Las Chacritas
Valter lavando maçãs colhidas em Las Chacritas
Aconquija ao fundo
Aconquija ao fundo

Em seguida passamos pela lindíssima (!!!!) Cuesta La Chilcha, com profundos e verdes vales, côndores plainando soberbos e alguns cactos – também por estrada de chão, mas muito boa.

carro pequenino no canto esquerdo
carro pequenino no canto esquerdo

côndor majestoso

estrada muito sinuosa
estrada muito sinuosa
cactos
cactos

Passamos pela feia Andalgalá e seguimos em direção oeste até Belén, passando antes pela Cuesta de Belén.

Algumas serpentes atravessando a estrada – comum em lugar com certa aridez.

flores e cobras no caminho
flores e cobras no caminho

Impressionante como as estradas argentinas são bem sinalizadas. Muitas placas sobre rodagem, mas também, e para nosso deleite, várias placas sobre pontos turísticos e/ou de interesse ou informativos. Como os nomes das serras pelas quais passávamos, os tipos de animais silvestres na área, os parques, as altitudes, e assim por diante.

Paramos em Belén, onde fizemos outro piquenique – na praça central. Costumávamos comprar sucos, frutas, pães, alfajores, geléias com frutas muito diferentes locais. É uma forma bacana de conhecer os sabores locais, economizar dinheiro e desfrutar dos locais públicos e ao ar livre. Tinham uns motoqueiros argentinos fazendo o mesmo; um baita piquenique na praça central, arborizada e agradável. Há posto de combustível em Belén.

Belén

Seguimos norte até El Eje, agora por asfalto, pela famosa Ruta 40!!  Há um pequeno posto de combustível no trevo de El Eje.

Ruta 40
Ruta 40

De El Eje seguimos por 26Km por estrada de chão até Villa Vil, um vilarejo no início das montanhas. Chegamos no início do escurecer. Demos carona para uma jovem mãe com filho de colo e a avó deste. Em Villa Vil elas logo nos indicaram uma casinha que vende hojas de coca. Compramos 10 pesos, que deu um saquinho bom que rendeu quase que a viagem inteira. O sabor é esquisito e levemente amargo no início. A saliva que vai formando é incômoda, mas logo se acostuma – e é melhor do que ter dor de cabeça.

demos carona até Vila Vil

compramos as primeiras folhas de coca
compramos as primeiras folhas de coca

Dormimos na Hostería Municipal.

Hostería Municipal em Vila Vil

Nosso trajeto foi este aqui abaixo – com cidades e vilas circuladas:

Portezuelo - Catamarca - Chacritas - Aconquija - Buena Vista - Cuesta la Chilca - Cuesta de Belén - Belén - Vila Vil
Portezuelo – Catamarca – Chacritas – Aconquija – Buena Vista – Cuesta la Chilca – Cuesta de Belén – Belén – Vila Vil
Anúncios

Faça seu comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s